O que foi o Quilombo de Palmares - História resumida


O Quilombo dos Palmares era uma comunidade construídas pelos escravos como forma de resistência. Esses locais eram formados por escravos fugitivos, escondido no sertão do nordeste brasileiro. Palmares foi o lar de vinte mil escravos fugitivos, negros livres, índios e colonos de ascendência mista que repeliram os repetidos ataques de traficantes de escravos europeus por quase um século.

Os quilombos eram formados para pressionar os senhores a melhores condições de trabalho e de vida. Foram quase cem anos de resistência e a principal referência para os negros que habitavam o nordeste do Brasil.

O primeiro líder de Palmares foi Ganga Zumba, que lutou até 1677, quando uma expedição militar iniciou combates que resultou em várias mortes. Depois de uma tentativa de um acordo com o Governador da Capitania de Pernambuco, o quilombo foi novamente atacado e Ganga morreu envenenado. Foi aí que Zumbi se tornou o novo líder de Palmares.


Zumbi foi um dos guerrilheiros do Quilombo e o mais conhecido e seu nome é uma das referências ligadas à resistência à escravidão.

Foi em novembro de 1695 quando os moradores da cidade de Recife observaram soldados portugueses prendendo uma cabeça decepada a uma estaca na praça central. O crânio pertencia a Zumbi, que foi o último rei guerreiro de Palmares.

Embora os portugueses conseguiram derrotar os guerrilheiros que viviam e lutavam nos quilombos, as memórias de Palmares evoluíram para mitos que moldaram poderosamente a política brasileira e a cultura popular. Eles espalharam as chamas da resistência escrava e inspiraram futuras gerações de ativistas negros e intelectuais que desafiaram o racismo, o capitalismo e o regime militar nos tempos modernos.  

No entanto, a destruição de Palmares não conseguiu conter o surgimento de centenas, talvez milhares de quilombos menores em todo o Brasil. Tampouco impediu inúmeros outros atos de resistência que minaram a dominação dos proprietários mesmo após a abolição da escravatura em 1888.

Quer saber ainda mais? Então confira o documentário completo sobre esse fato histórico tão importante:




Comentários

Postagens mais visitadas