Dicas para pagar o Licenciamento 2021 sem passar por apuros financeiros

Todo início de ano é a mesma preocupação para quem é proprietário de um veículo: as cobranças começam a aparecer.  Isso pode ser uma baita de uma dor de cabeça, ainda mais porque as dívidas das festas de final de ano, provavelmente, ainda não terminaram de serem pagas. Então, como fazer para pagar o Licenciamento 2021, que envolve também a quitação de outros débitos, como IPVA e DPVAT, sem passar por perrengues financeiros?!  


Isso pode ser realmente difícil, mas separamos algumas dicas que pessoas financeiramente responsáveis seguem e que podem te ajudar a realizar o pagamento do Licenciamento 2021 (e de outras contas). Quem sabe, assim, você ainda fica com um dinheiro de sobra na conta. 


Antes de começar a te passar as orientações, vamos entender:


O que é o Licenciamento 2021?


O Licenciamento 2021 é, de certa forma, uma autorização que qualquer veículo precisa para trafegar no Brasil. Ele é necessário para veiculos automotores, elétricos, articulados, reboques ou semirreboques, conforme o artigo 130 do Código de Trânsito Brasileiro, o CTB. Ele é feito logo após o registro do veículo e deve ser renovado anualmente. 


O valor do Licenciamento 2021 é definido pela Secretaria da Fazenda de cada Estado e é recolhido pelo Detran. Ele é o mesmo para todos os tipos de veículo, com exceção de caminhões. Normalmente, ele fica entre R$100,00 e R$200,00. O pagamento não pode ser parcelado.


Estar com o Licenciamento 2021 regularizado, significa que o proprietário também pagou as multas e infrações de trânsito, o IPVA, o DPVAT. 


Como economizar para pagar o Licenciamento 2021 e as outras taxas envolvidas?


O pagamento do Licenciamento 2021 é feito por meio de um calendário, da mesma forma que acontece com o IPVA. Os números finais da placa dos veículos determinam as datas que o proprietário deve quitar os débitos. Os dois recolhimentos começam no início do ano, o que pode ser um problema para muitas pessoas, que já estavam endividadas desde o final do ano anterior. 


Festas de final de ano, férias, presentes, viagens e até mesmo agendamento de consultas médicas de última hora...  tudo isso pode acumular e gera dívidas enormes para o início de um novo ano! 


Então, como se organizar para que os débitos e parcelas do ano anterior não interfiram nas novas obrigatoriedades de um começo de ano?


Essas obrigatoriedades mencionadas acima, podem ser tanto relacionadas a um veículo, como o Licenciamento 2021 e o IPVA, quanto o IPTU e matrículas escolares, por exemplo.  

Aqui vão algumas dicas:

  • Se organize: antecipe todas as dívidas que você terá no início do ano, antes que elas cheguem. Dessa forma, você consegue prever quanto dinheiro irá precisar para pagá las;

  •  Pesquise as formas de pagamento: veja se é possível garantir alguns descontos com o pagamento a vista. Assim, você não prolonga as dívidas e ainda consegue  obter vantagens;

  • Economizar: essa dica pode parecer boba, mas economize pelo menos 10% do que você ganha mensalmente para ter uma certa segurança ao criar novas dívidas, que muitas vezes acabam sendo necessárias.  

Comentários

Postagens mais visitadas