Busca
Login
Senha
Esqueci meu
Login e / ou minha senha
Faça aqui seu cadastro

   

Diversos conteúdos de apoio pedagógico para o trabalho em sala de aula estão disponíveis aqui. Os conteúdos que poderão ajudar na construção de plano de aulas, seminários, atividades, avaliações, pesquisas etc.

   

     
Escolha uma atividade
   
Aprender a aprender Capricho com o material Cola
Consumismo Curiosidade Decoreba
Esquisitices Férias Fracasso
Humor na adolescência Indisciplina na sala de aula Leitura de clássicos
Lição de casa Medo de prova Morte
Nota baixa Novato na turma Panelinhas em sala de aula
Preguiça Primeiro dia de aula Silêncio em sala de aula

Indisciplina na sala de aula

Por Cláudia França

A indisciplina manifesta-se de diversas formas na vida de um estudante, e apesar da bagunça e do barulho não serem as únicas ocorrências, são as que mais se destacam na sala de aula. Quase sempre, a indisciplina passa a ser vista como um problema quando a sala começa “a pegar fogo”, ou seja, quando a indisciplina influencia o comportamento dos alunos e é percebida na “bagunça”, no “barulho”, na “falta de atenção” e de forma mais agravante na agressividade. Nessas horas é que realmente a preocupação do professor cresce e o faz pensar sobre a indisciplina do aluno.

Na verdade, a indisciplina poderia ser percebida muito antes de tornar-se um problema de comportamento como a bagunça ou a agressividade, que são formas de expressão da falta de respeito com os estudos. O não acompanhamento das aulas já é um forte indício de indisciplina. Se os professores partirem do princípio de que todo aprendiz quer aprender (mesmo quando essa vontade está escondida no consciente), então pode concluir o mínimo de organização e disciplina o aluno deve apresentar para alcançar o aprendizado. A ausência de disciplina e a falta de organização nos estudos começam a aparecer quando o aluno começa a perder a vontade intrínseca de querer aprender, que com o passar do tempo torna-se um enfado, ou seja, deixa de ser vontade e passa a ser quase um sacrifício.

O comportamento é fundamental para o bom desenvolvimento das aulas. Portanto, não pode ser desconsiderado pelos educadores, principalmente quando passa a ser um comportamento indisciplinado. Até porque, muitas vezes, a indisciplina pode ser um indício de alguma carência do aluno como, por exemplo, a falta de compreensão do conteúdo, que ocasiona a falta de interesse por estudar e continuar prestando atenção à aula. Sendo assim, o assunto indisciplina é muito relevante, pois interfere diretamente no processo de ensino-aprendizagem.

A indisciplina dos estudantes pode, posteriormente, ter conseqüências graves para a sociedade, entre elas, a violência, a criminalidade e até mesmo envolvimento com drogas.

Educadores, pais e alunos podem refletir sobre a indisciplina a partir dos mais variados enfoques, e por isso cada um certamente vai apresentar pontos de vista diferentes. A indisciplina do aluno pode ser conseqüência de diversas situações. E cada uma tem suas razões de existir e as situações devem ser sempre revistas pelos educadores (pais e professores).

Neste espaço, abre-se uma discussão para que ampliemos nossa visão a respeito da indisciplina na sala de aula, mais precisamente, o comportamento indisciplinado nas aulas. Leia os depoimentos e comentários de outros profissionais, alunos e pais. Faça o seu comentário e nos envie para que também seja publicado.
 
 
Encaminhe sua opinião a respeito deste assunto e aproveite para trocar informações com outros colegas e saber os pontos de vista diferentes.

Envie um e-mail com o seu breve comentário (máximo de 10 linhas). (!) Não esqueça de se identificar, mencionado seu nome, profissão, cidade/estado e nome da escola. Seu comentário será publicado aqui no canal “Liquidificador”.
 
C O M E N T Á R I O S :


Acredito que para tratarmos da questão indisciplina na sala de aula , temos que ter bem claro nossa concepção de indisciplina, pois muitos educadores confundem criticidade, opinião própria, com indisciplina ou ainda vêem a disciplina como fruto do autoritarismo e não de atos que levam ao respeito e não ao medo. Sabemos que há casos e casos por isso insisto que os educadores tenham muito bem conceituadas a disciplina e indisciplina.

(Kátia Regina Ramos de Carvalho. Profª Pedagoga das Séries Iniciais do Ensino Fundamental. Londrina-Paraná. Escola M. Nara Manella)

* * *

A questão da indisciplina escolar é um tema que sempre gerou muita polêmica. Descobrir quais são as suas causas não é tarefa fácil, principalmente porque seu número não para de aumentar. A indisciplina é vista como uma atitude de desrespeito, de intolerância e do não cumprimento de regras capazes de orientar a convivência de um grupo. Regras que seriam elaboradas em conjunto com os alunos e obedecidas no cotidiano buscando uma produção escolar de melhor qualidade.

(Enviado por Andréa Fernandez - Estudante de Pedagogia do Instituto Isabel Faculdade de Ciências Humanas e Sociais-RJ, em 02/09/2005)

* * *

Nós profissionais da Educação procuramos várias explicações para este assunto. Os professores falam sobre a indiferença e má vontade dos alunos. Os alunos falam sobre a má vontade dos professores e imcompreensão por parte dos mesmos, e aulas desinteressantes. E a equipe pedagógica - direção sem saber o porquê de tanta indisciplina, busca alternativas para resolvê-las. Talvez devamos ser realistas e dizer que vem um pouco de cada lado, mas principalmente da falta de perspectiva de muitos de nossos alunos, que infelizmente não se preocupam com sua formação por inteiro, o que leva ao desinteresse não só pelo conhecimento propriamente dito, como por qualquer proposta que a escola possa oferecer a ele. Depois entra a família, será que ela está presente ou ausente da vida de nosso aluno? Depois vem a escola com sua proposta pedagógica quanto a formação do ser humano e por último o professor com seus planejamentos de aula do dia-a-dia, para despertar neste aluno o interesse por sua matéria.

(Suzane Maria Meter. pedagoga, Colégio Estadual Antonio e Marcos Cavanis - Ensino Fundamental e Médio - Castro - PR)

* * *

Déficit de atenção e hiperatividade.
(gleidemoura1@hotmail.com.br)

* * *

A meu ver a indisciplina na sala de aula acontece por vários fatores.tais como: falta de limites e pautas por parte dos pais, hiperatividade, desinteresse pelo estudo ou por.algumas disciplinas em particular. Mas também não podemos ignorar que em muitos casos a indisciplina é causada pela falta de planejamento e falta de metodolgias adequadas por parte de alguns educadores. E pensemos: o aluno percebe quando o Professor não prepara as atividades. Cabe a nós educadores, em conjunto com os pais, identificar corretamente os fatores e buscar alternativas que visem solucionar esse problema que afeta diretamente o processo de aprendizagem.
(Nair Barbosa, Diretora e Professora - Ensino Fundamnetal - Escola Madre Cecilia Cros -Curitiba - PR)

* * *

Sou Coordenadora Pedagógica do Projeto Social Educando para a Cidadania e Solidariedade. Nos encontros semanais com os educadores oficineiros verifiquei que este tema tomava conta de nossas reuniões. Sentimos a necessidade de trabalhar mais detalhadamente com os jovens esta problemática e ela se tornou conteúdo para avaliação de todos. Estudamos os quatro pilares da educação junto com eles, e chegamos aos critérios considerados indispensáveis dentro de cada um. No aprender a Ser a a Conviver a Disciplina tomou importância, considerada como uma das atitudes necessárias para que haja o desenvolvimento da Socialização e do Aprendizado. Estamos conseguindo, através do constante diálogo com os educandos, resultados animadores.

* * *

No meu entender, a indisciplina na sala de aula tem muito a ver com aulas sem atrativos, aula chata, com autoritarismo (diferente de autoridade) insensibilidade ou atenção monopolizada a certos grupos ou alunos em particular. É preciso conquistar o aluno, envolvê-lo com responsabilidades e isso se refletirá na indisciplina.
(Vanda C. Lucas dos Santos, estudante de pedagogia da Universidade Federal de Viçosa-MG)

* * *

Indisciplina na sala de aula, talvez seja a grande dor de cabeça de nós educadores. É um assunto que merece nossa reflexão e uma busca exaustiva de alternativas que possam nos ajudar, pois afeta diretamente o ensino-aprendizagem. Se formos analisar os educandos, poderemos ver que há vários motivos: o desajuste econômico-cultural-social em que muitos convivem e também causas patológicas que influenciam, direta ou indiretamente no comportamento dos nossos alunos.
Também convém ressaltar que há uma grande maioria que estuda por obirgação e sem qualquer objetivo de vida, o que causa a indisciplina em sala de aula. Porém, convém a nós educadores não permitir que a indisciplina atapalhe o desenvolvimento de nossas aulas, buscar ajuda com outros profissionais pode ajudar a entender para trabalhar com alunos que pertubam o rendimento dos demais e o desenvolvimento da aula.
(Maria Aparecida Moreira Borgo - Professora de Ensino Fundamental e Médio
Marechal Floriano - ES)


* * *
 
Copyright © 2003 - 2007 eAprender.com Ltda. - Todos os direitos reservados